publicidade

Notícias

No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o desempenho foi positivo em +0,58%. Imagem ilustrativa

Faturamento do atacado distribuidor cresce 8,56% em outubro

04-12-2018

Abras    

O setor atacadista e distribuidor se aproximou da meta de crescimento estabelecida para 2018, que era atingir 1% de alta no faturamento. A pesquisa mensal da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD), apurada pela Fundação Instituto de Administração (FIA), aponta, em termos nominais, crescimento de +8,56% em outubro na comparação com o mesmo mês de 2017. Em relação ao mês de setembro de 2018, a alta foi de +6,39%. No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o desempenho foi positivo em +0,58%.


"Apesar da base fraca de comparação, já que tivemos um ano extremamente difícil em 2017, o resultado de outubro demonstra que estamos no caminho de uma retomada econômica consistente. As sinalizações positivas do novo governo, que assumirá em 2019, estão fazendo com que a confiança retorne, impulsionando o consumo e abrindo espaço para os investimentos, com impacto positivo em um dos principais gargalos do país, que é a taxa de desemprego. Finalmente, vemos a luz no fim do túnel", afirma Emerson Destro, presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD).


Em termos reais, o faturamento do setor em outubro também teve bom desempenho. Cresceu +3,82% em relação ao mesmo mês de 2017; +5,91 em relação ao mês de setembro; mas ainda sofre queda no acumulado do ano, de -2,95%.

 

http://www.abras.com.br/img/par/8/4/8472.jpg


ABAD
A ABAD representa nacionalmente um setor que faturou mais de R$ 259 bilhões em 2017. Atendendo diariamente mais de um milhão de pontos de venda em todos os 5.570 municípios do país, os atacadistas e distribuidores cumprem importante papel social, pois, além de dar capilaridade à distribuição de produtos industrializados essenciais por todo o território nacional, é responsável por movimentar as economias locais, gerando mais de 460 mil empregos diretos e 5 milhões de empregos indiretos nos estabelecimentos varejistas do país.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da ABAD/ABRAS